Soja, milho, açúcar e etanol serão os produtos que irão liderar as exportações do agronegócio brasileiro nos próximos dez anos, estima o estudo “Projeções do Agronegócio Mundial e do Brasil, de 2006/2007 a 2017/2018” do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O relatório destaca que as exportações de soja devem aumentar 40%, do milho e açúcar 60% e do etanol em 222%.

Segundo o coordenador da equipe técnica do Mapa responsável pelo estudo, José Garcia Gasques, entre os diversos fatores que contribuem para as estimativas de crescimento, dois são mais decisivos: a pressão dos biocombustíveis e os preços favoráveis no horizonte estudado.

Mais projeções para os próximos dez anos :

# Soja: Em 2017/18, o Brasil deverá estar produzindo 75,3 milhões de toneladas, com o consumo interno chegando a 52% da produção, ou seja, cerca de 39 milhões de toneladas.

# Açúcar: A produção deverá chegar a 43,2 milhões de toneladas em 2017/18, crescimento de 12,5 milhões de toneladas.

# Milho: Até o ciclo 2017/18, a produção deverá atingir 64,1 milhões de toneladas para um consumo de 48,6 milhões. Caso o volume se confirme, o abastecimento interno estará garantido, bem como haverá excedente para exportação, previsto em 12 milhões de toneladas.

# Trigo: A produção deverá crescer até a temporada 2017/18, mas será insuficiente para atender o consumo interno, que poderá aumentar, em média, 1,63% ao ano, alcançando 13,3 milhões de toneladas. Caso esta previsão se concretize, o País deverá ter que importar cerca de 8,7 milhões de toneladas do produto.