Os dados dos abates totais de aves e suínos em Mato Grosso do Sul em 2007, divulgados na sexta-feira (11), pela Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Estado (SFA/MS), revelam, respectivamente, que houve crescimento de 13,81% e de 14,7% no número de animais mortos no último ano em comparação com 2006.

De acordo com o levantamento realizado pelos Fiscais Federais Agropecuários que atuam nos matadouros frigoríficos sul-mato-grossenses, no setor de suínos, embora o mês de dezembro tenham queda de 14,41%, com abates de 55,05 mil animais, frente as 64,3 mil de novembro, o acumulado do ano, 760,83 mil suínos, representa um crescimento de 14,70% frente a 2006, quando o setor processou 663,34 mil cabeças.

Já quanto à produção de carne de aves, o mês passado registra 9,31 milhões de abates, também com queda mensal de 8,68% frente os 10,2 milhões do ciclo passado. Contudo, as 123,89 milhões de aves abatidas no somatório de 2007, representam alta de 13,81% frente as 108,8 milhões de aves industrializadas em 2006.

Os dados sobre o movimento de abates aves e suínos de dezembro e do total de 2007, foram colhidos nos estabelecimentos com registro no Serviço de Inspeção Federal (SIF) do Ministério da Agricultura, e disponibilizados pelo Serviço de Inspeção de Produtos Agropecuários (Sipag).