No período de 1.º a 20 de novembro, o Paraná realiza a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa. Nesta segunda etapa, o Estado pretende-se imunizar todos os 9,49 mi de bovinos e bubalinos existentes no Paraná.

Para manter os índices de vacinação satisfatórios, o responsável pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa da Superintendência Federal de Agricultura no Paraná, Valdir Mariot, disse que é necessário que todos os produtores vacinem o rebanho.

“Durante a campanha, também vamos ministrar palestras para que todos se conscientizem da importância da vacinação”, afirmou. Na primeira etapa da campanha, realizada em maio, o estado vacinou 9,36 mi de bovinos e bubalinos, o que corresponde a 98,62% do total.

Brasil – O total de bovinos e bubalinos no País é de 201,4 milhões de cabeças e a previsão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) é de que, em 2007, sejam aplicadas mais de 395 milhões de doses.

De acordo com o Mapa, só podem ser comercializadas e utilizadas no País as vacinas registradas e controladas pelo Ministério. É de responsabilidade dos produtores a aplicação das vacinas. Mas cabe ao Governo fiscalizar e orientar a vacinação.