Apesar de não fazer parte da UE, a Suíça segue as regras de importação impostas por Bruxelas.

Açougueiros suíços alertaram que as restrições impostas à importação da carne brasileira estão provocando uma falta de intestinos das vacas do Brasil, usados na fabricação da salsicha favorita na Suíça, a Cervelat.

A Associação de Carne Suíça afirmou que os estoques, já em baixa, podem acabar até o meio do ano, quando fãs do futebol europeu devem comparecer em massa ao país para acompanhar a Eurocopa, a ser sediada na Suíça.

Cerca de 160 milhões de salsichas são consumidas na Suíça todos os anos. Elas são feitas de carne bovina, bacon e toucinho e depois embaladas na pele do intestino, e podem ser cozidas, grelhadas ou comidas cruas. As informações são da BBC Brasil.