O volume de leite captado pelos laticínios brasileiros em todo o ano de 2007 foi 9,88% superior ao de 2006, de acordo com levantamento divulgado ontem pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea-Esalq da Universidade de São Paulo/USP).

Os criadores de gado leiteiro dificilmente vão esquecer 2007, pois o ano começou com a euforia da alta recorde de preços e terminou com o setor preocupado com a possível retração no consumo, por causa das denúncias sobre adulteração do leite, que atingiram duas cooperativas do sul de Minas. A crise de confiança do consumidor se mostrou passageira e os preços do leite fecharam o ano em alta de 36,3%.

Em relação à produção, o principal destaque foi o Estado de São Paulo, onde o volume de captação aumentou 19,15% no ano passado. Em Minas Gerais, maior produtor de leite do País, o aumento ficou na casa dos 6%, o que é considerado bem expressivo, já que o Estado produz cerca de 28% do total de leite do País, segundo dados do IBGE de 2006.