Uma rede de profissionais para fiscalizar o setor produtivo e a comercialização dos orgânicos em todo o País será implantada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A previsão é que 50 agentes sanitários, aprovados no último concurso do ministério, sejam capacitados a partir de março.

O secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, Márcio Portocarrero, informou que os profissionais trabalharão no campo e nos pontos de venda, validando todo o processo. “Além disso, vamos continuar com mais 40 fiscais que estão capacitados para fomento, com o objetivo de estimular a cadeia a produzir. A meta é fazer com que o Brasil ocupe o lugar de grande produtor de orgânico”, ressaltou.

A partir da regulamentação dos orgânicos por meio de decreto publicado no fim do ano passado, os supermercados ou postos de venda terão que destacar os produtos nas prateleiras. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento será responsável pelo selo orgânico, que garante ao consumidor que o produto não possui agrotóxicos, nem fertilizantes químicos e respeita as questões sociais e ambientais.