A proposta, com o novo prazo, é para que os produtores rurais regularizem seus compromissos junto aos agentes financeiros, em créditos para operações de investimento e custeio, que vencem até março, nas condições já estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Segundo o ministro Reinhold Stephanes, o prazo coincide com a data-limite para a conclusão das negociações sobre o endividamento rural que vêm sendo tratadas entre os ministérios da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário e da Fazenda, com participação de representantes das comissões de Agricultura no Congresso Nacional e lideranças do setor produtivo.