O Ministério da Agricultura divulgou hoje nota na qual recomenda aos produtores de gado de corte cadastrados no Serviço de Rastreabilidade da Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos (Sisbov) que solicitem a inspeção de suas propriedades junto à Defesa Sanitária dos Estados.

A medida vale prioritariamente para os pecuaristas dos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, regiões cujas 6,8 mil propriedades são habilitadas para a exportação à União Européia, os chamados Estabelecimentos Rurais Aprovados no Sisbov (ERAs). Além de um fiscal público, o produtor pode, de acordo com o Ministério da Agricultura, fazer a solicitação via certificadora cadastrada pelo Sisbov.

O governo tem até 31 de janeiro para enviar à União Européia a lista com as propriedades auditadas e se elas estão ou não em conformidade com as exigências do bloco econômico. A informação é do Ministério da Agricultura