Considerando a obrigatoriedade da vacinação contra a febre aftosa de todos bovinos e bubalinos que compõem o rebanho estadual e a necessidade de estabelecer o calendário anual de vacinações, a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), publicou no Diário Oficial de hoje (23), uma portaria que destaca as etapas de vacinação contra a febre aftosa em Mato Grosso do Sul, durante o ano de 2008.

O Estado fica dividido em três regiões sanitárias distintas. A Região 1 (Planalto) é composta pelas propriedades que não fazem parte das regiões dois e três. Nessa região os períodos oficiais serão de 1º a 31 de maio, com vacinação de todos os bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade. De 1º a 30 de novembro, vacinação de todo o rebanho bovino e bubalino, independente da idade.

A região 2 (Pantanal) é composta pelas propriedades localizadas nos municípios de Corumbá, Ladário e em parte dos municípios de Coxim, Miranda, Aquidauana, Porto Murtinho e Rio Verde de Mato Grosso. A vacinação será de 1º de maio a 15 de junho independente da idade, para produtores optantes pela vacinação durante este período. De 1º de novembro a 15 e dezembro, vacinação de todo o rebanho bovino e bubalino, independente da idade, para produtores optantes pela vacinação durante este período. Segundo a Iagro, a opção pela vacinação de animais em um dos períodos estabelecidos acima deve ser feita no momento da abertura da Ficha Sanitária.

A Região 3, Zona de Alta Vigilância Sanitária (ZAV), compreende os municípios de Mundo Novo, Japorã, Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia, Aral Moreira, Antonio João, Ponta Porã, Bela Vista, Caracol e Porto Murtinho. A etapa de vacinação começa no dia 15 fevereiro e vai até 15 de março, com vacinação de todos os bovinos e bubalinos com até 12 meses de idade. De 1º a 31 de maio, vacinação de todo o rebanho bovino e bubalino, independente da idade. De 20 de novembro a 20 de dezembro, vacinação de todo o rebanho bovino e bubalino, independente da idade.

Após a vacinação é obrigatório o registro das vacinas nas unidades veterinárias locais da Iagro, que deverá ser feito em até 15 dias, após o encerramento da campanha. Lembrando também que é proibida a vacinação de suínos, ovinos e caprinos contra febre aftosa.