O departamento de Defesa Sanitária Vegetal da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) alerta os produtores do Estado de Mato Grosso do Sul que comuniquem ao Sistema de Monitoramento da Ferrugem da Soja do órgão os novos casos da doença nas lavouras do Estado, como determina a legislação estadual.

Segundo a superintende de Defesa Sanitária Vegetal da Iagro, Glacy Ortiz, em virtude da não comunicação ao órgão, atualmente os 188 casos registrados no sistema estadual, estão aquém dos 309 registrados na base de dados do Consórcio Antiferrugem, gerenciado pela Embrapa Soja de Londrina e com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

“Esta diferença está ocorrendo porque os produtores estão informado aos laboratórios e não a Iagro”, alerta Glaucy, lembrando, no entanto, que nos últimos, devido as chuvas, as equipes do órgão na realizaram as visitas programadas, o que deve ser normalizada nos próximos dias.

De acordo com os dados do órgão estadual, a área de abrangência da doença já atinge 38,55 mil hectares, em 14 municípios (Aral Moreira, Bandeirantes, Ponta Porã, Camapuã, Coxim, Deodápolis, Dourados, Fátima do Sul, Itaporã, Maracaju, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste e Sidrolândia. Ainda segundo os dados, a região de São Gabriel do Oeste lidera as ocorrências, com 104 notificações.

“Com o clima, as temperaturas altas e o excesso de chuva a doença está encontrado fatores favoráveis para seu crescimento”, explica Glaucy, lembrando que os produtores devem continuar atentos, mas evitar a aplicação preventiva por conta própria. Ela afirma que o produtor deve procurar orientação na assistência técnica.

“O uso desnecessário de defensivos acaba favorecendo a resistência do fungo quanto ao mecanismo de ação do fungicida, além de provocar escassez no mercado, e na próxima safra, poderemos ter um patogênico ainda mais resistente, o que será torna ainda mais difícil encontra um produto que o controle”, declara.

Com base nos dados do consórcio antiferrugem, a doença já está ocorrendo em 27 municípios do Estado, com Dourados liderando as ocorrências com 104 focos registrados. Além dos municípios que também constam na lista da Iagro (Camapuã, Dourados, Fátima do Sul, Maracaju, Ponta Porã, São Gabriel do Oeste e Sidrolandia), a Embrapa registra o fundo nas seguintes localidades: Antônio João, Aquidauana, Aral Moreira, Bonito, Caarapó, Campo Grande, Chapadão do Sul, Coronel Sapucaia, Costa Rica, Dois Irmãos do Buriti, Douradina, Iguatemi, Itaquiraí, Jateí, Laguna Carapã, Naviraí, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante e Vicentina.