Está disponível, a partir desta quinta-feira (31), no site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a Guia de Trânsito Animal (GTA) eletrônica que proporcionará mais segurança ao gerenciamento de risco sanitário e à rastreabilidade dos animais transportados entre estabelecimentos rurais.

A medida para tornar disponível a GTA eletrônica até o dia 31 de janeiro foi determinada pelo ministro Reinhold Stephanes, em dezembro do ano passado. Inicialmente, a GTA eletrônica será implantada nos 18 estados considerados pelo Brasil como livres de febre aftosa. São eles: Santa Catarina, Acre, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

No caso de transporte de bovinos e bubalinos, a GTA eletrônica será integrada ao Sisbov. Para isso, o Mapa centralizou as informações sobre o número de animais existentes nos Estabelecimentos Rurais Aprovados no Sisbov (Eras) situados nesses estados e elaborou um cadastro único desses estabelecimentos. Isso permitirá aos Eras de destino saber com antecedência o número de animais que desembarcará e origem do rebanho transportado.

O criador que quiser transportar os animais para outro estado ou mesmo dentro da mesma unidade federativa deverá procurar o Serviço Veterinário Estadual para emissão da GTA eletrônica. A guia só será emitida se o Eras de destino constar no cadastro unificado dos estabelecimentos. A GTA informará se o estabelecimento de origem dos animais recebeu algum animal de área não considerada como livre de aftosa ou de alguma propriedade que esteja cumprindo noventena. Além disso, o código de barras na GTA eletrônica permitirá aos fiscais a confirmação da autenticidade do documento.

Para a efetiva implantação da GTA eletrônica, fiscais federais e estaduais serão treinados e receberão senhas identificadas para operacionalização do sistema.