Ou seja, sobraram cerca de R$ 62 milhões para o Governo do Estado aplicar este ano. Como o Governo espera arrecadar R$ 120 milhões com o Fundersul em 2008, o total de recursos deverá superar os R$ 180 milhões.
Os números foram apresentados ontem aos produtores rurais do Estado que estiveram reunidos com o secretário estadual de Obras Públicas e de Transportes, Edson Girotto, na primeira reunião do Conselho Deliberativo Administrativo do Fundersul. A justificativa do secretário para o volume reduzido de investimentos é que o Governo precisava fazer reserva técnica. No entanto, para tranquilizar os produtores, garantiu que o restante da verba, após a provisão de restos a pagar (exercício 2008), deverá ficar em R$ 57,8 milhões e será toda investida neste ano.

Participação

Uma vez por mês, os produtores deverão se reunir com o secretário de Obras do Estado para traçar as necessidades de manutenção das vias rodoviárias de Mato Grosso do Sul. Participaram da reunião o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Ademar Silva Junior, o presidente da Associação de Criadores de MS (Acrissul), Laucídio Coelho, presidente da Associação dos Municípios de MS (Assomasul), Eraldo Jorge Leite, e o presidente do Sindicato das Indústrias de Frios, Carnes e Derivados do Estado de MS (Sicadems), Ivo Scarceli.

Além de apresentar os investimentos feitos em 2007, o secretário de Obras, Edson Girotto, também apresentou alguns dados referentes à receita do Fundo para este ano. “É importante que possamos opinar no Plano de Ação que o Governo do Estado está propondo fazer. Vamos poder opinar qual será a necessidade de cada localidade”, destaca.

A participação da classe rural nas decisões do destino do recurso foi uma solicitação feita pelos produtores rurais durante um café-da-manhã, ocorrido na Famasul, em 2007. Para 2008, a previsão de receita é de R$ 120 milhões, já contando com repasse feito às prefeituras. Em 2007, os recursos arrecadados pelo Fundersul foram de R$ 108 milhões, sendo que, após o repasse às prefeituras, sobraram para investimento R$ 83,6 milhões (sem contar o mês de dezembro). Outras despesas, referentes ainda a 2006, também foram quitadas com o recurso do Fundo.

Solicitações

O presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, José Lemos Monteiro, solicitou que as entradas do imposto fossem especificadas por município. Ademar quer saber também o montante que cada município recebe do imposto.

Leave a Reply

Ou seja, sobraram cerca de R$ 62 milhões para o Governo do Estado aplicar este ano. Como o Governo espera arrecadar R$ 120 milhões com o Fundersul em 2008, o total de recursos deverá superar os R$ 180 milhões.
Os números foram apresentados ontem aos produtores rurais do Estado que estiveram reunidos com o secretário estadual de Obras Públicas e de Transportes, Edson Girotto, na primeira reunião do Conselho Deliberativo Administrativo do Fundersul. A justificativa do secretário para o volume reduzido de investimentos é que o Governo precisava fazer reserva técnica. No entanto, para tranquilizar os produtores, garantiu que o restante da verba, após a provisão de restos a pagar (exercício 2008), deverá ficar em R$ 57,8 milhões e será toda investida neste ano.

Participação

Uma vez por mês, os produtores deverão se reunir com o secretário de Obras do Estado para traçar as necessidades de manutenção das vias rodoviárias de Mato Grosso do Sul. Participaram da reunião o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Ademar Silva Junior, o presidente da Associação de Criadores de MS (Acrissul), Laucídio Coelho, presidente da Associação dos Municípios de MS (Assomasul), Eraldo Jorge Leite, e o presidente do Sindicato das Indústrias de Frios, Carnes e Derivados do Estado de MS (Sicadems), Ivo Scarceli.

Além de apresentar os investimentos feitos em 2007, o secretário de Obras, Edson Girotto, também apresentou alguns dados referentes à receita do Fundo para este ano. “É importante que possamos opinar no Plano de Ação que o Governo do Estado está propondo fazer. Vamos poder opinar qual será a necessidade de cada localidade”, destaca.

A participação da classe rural nas decisões do destino do recurso foi uma solicitação feita pelos produtores rurais durante um café-da-manhã, ocorrido na Famasul, em 2007. Para 2008, a previsão de receita é de R$ 120 milhões, já contando com repasse feito às prefeituras. Em 2007, os recursos arrecadados pelo Fundersul foram de R$ 108 milhões, sendo que, após o repasse às prefeituras, sobraram para investimento R$ 83,6 milhões (sem contar o mês de dezembro). Outras despesas, referentes ainda a 2006, também foram quitadas com o recurso do Fundo.

Solicitações

O presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, José Lemos Monteiro, solicitou que as entradas do imposto fossem especificadas por município. Ademar quer saber também o montante que cada município recebe do imposto.

Leave a Reply