O milho em grão foi o produto que apresentou o maior crescimento nas exportações em Mato Grosso do Sul em 2007, em relação a 2006. O volume exportado saltou de 383 toneladas para 857 toneladas no período. Em valores a variação foi de 227,51%, de US$ 45,8 milhões para US$ 150 milhões. Os números foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Na segunda colocação em melhor performance de exportações aparece um produto industrializado, o óleo de soja. A variação foi de 220% em relação a 2006. No ano passado, o Estado vendeu para o exterior US$ 41.122,63 do produto, contra US$ 12.830,74 apurados em 2006.

Houve aumento significativo também na venda de carne de aves, com variação de 96,89%. As exportações do produto, em 2006, somaram US$ 27.249,86, já no ano passado totalizaram US$ 53.379,41.

A carne bovina, apesar de sofrer embargos da Rússia e de outros países por causa dos problemas com focos da febre aftosa, também apresentou crescimento no volume de exportação em Mato Grosso do Sul. O valor exportado foi de US$ 62.340.29, contra US$ 36.905,10 em 2006, variação de 68,92%.

Quedas

Por outro lado, o Estado também apresentou queda no volume de exportação de alguns produtos, como o minério, por exemplo, que em 2006 arrecadou US$ 94.436,94 e no ano passado o volume exportado totalizou US$ 65.226,37, o que significa 30,93% a menos. A cana-de-açúcar foi outro produto que teve baixa no volume de exportação no ano passado em relação a 2006, quando o volume atingiu US$ 54.167,48. Já no ano passado totalizou US$ 37.938.46, com variação negativa de 29,96%.

Na soma de todos os produtos, o Estado teve um incremento de 29,16% a mais no volume de exportações no ano passado, em relação a 2006. O valor das vendas ao exterior passou de US$ 1,004 bilhão para US$ 1,297 bilhão.