As propriedades goianas cadastradas para exportar carne para os países europeus vão ser vistoriadas por 120 equipes. O trabalho inicia nesta terça-feira (15-01) com os primeiros grupos, que passaram por treinamento na última sexta-feira. Outras turmas serão treinadas também nesta terça e iniciarão o trabalho a campo na quarta-feira. A secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás (Seagro) vai disponibilizar para esse segundo treinamento dez profissionais, entre veterinários, zootecnistas e agrônomos, o restante dos técnicos e a formação das equipes está sob responsabilidade da Agrodefesa.

Goiás possui 2.765 fazendas aprovadas para exportação de carne para a União Européia, que devem receber os técnicos até o próximo dia 29. Segundo o secretário da Agricultura, Leonardo Veloso, vai ser realizada uma força-tarefa para que as exigências sejam cumpridas dentro do prazo. O investimento será de R$ 500 mil.

As inspeções vão ser contínuas e poderão fazer com que mais Eras (estabelecimento rural cadastrado) sejam incluídos ou mesmo excluídos da relação de unidades habilitadas a exportar carne ao mercado europeu. Os inspetores vão usar um formulário único para todos os Estados (ver link no site www.seagro.go.gov.br). O formulário, que foi apresentado em reunião realizada nesta quinta-feira, 10, em Brasília, vai compor o relatório individual de cada propriedade que será remetido ao DG-Banco, em Bruxelas (Bélgica). As informações são da assessoria de imprensa da Seagro.