A rem Engineering Inc., sediada em Roswell (Geórgia/EUA), desenvolveu e patenteou um sistema que converte dejetos avícolas em energia.

A cama de aviário já tem sido há muito tempo reutilizada como fertilizante. Enquanto alguns produtores utilizam a cama em suas plantações, outros preferem negociá-la no site galitter.org, administrado pela Federação de Avicultura do Estado da Geórgia, que promove a compra e a venda de cama de aviário on-line, por meio de produtores cadastrados.

No entanto, a rem Engineering Inc., encontrou um outro destino econômico para o resíduo avícola. A empresa, sediada no município de Roswell, na Geórgia (EUA), desenvolveu e patenteou um sistema que converte dejetos avícolas em energia. O sistema foi apresentado no pavilhão Eco-Innovations da International Poultry Expo, durante a última semana (de 23 a 25 de janeiro), em Atlanta (EUA).

“Os resíduos, ou a cama do galpão avícola, são colocados em uma câmara de gás e este gás é então conduzido a uma caldeira”, explica Doug Latulippe, da rem Engineering. “A caldeira produz um vapor que pode ser utilizado para gerar eletricidade ou em processos de fábricas de ração e de plantas processadoras de carne de frango”. Na câmara de gás, os resíduos avícolas são queimados e cerca de 17% do produto original viram cinzas, que podem ser aplicadas nos campos como fertilizante.

Latulippe afirma que o retorno ao investimento deste sistema pode ser obtido em três ou quatro anos. O sistema não necessita de combustíveis externos. “A unidade em si permanece quente e é auto-sustentável em todo o processo de combustão”, diz o engenheiro.

A empresa ainda afirma que o uso de resíduos avícolas para gerar energia, ao contrário dos tradicionais combustíveis fosséis, ajuda a reduzir a emissão de gases que provocam o efeito estufa em cerca de 250 mil toneladas por ano.

O primeiro sistema da rem Engineering, que foi montado em um trailler itinerante, foi vendido para a Illinois State University. A universidade planeja usar o sistema para um grande projeto de pesquisa ambiental.