Segundo o pesquisador Vanderlei Doniseti dos Reis, da Embrapa Pantanal, o evento será dividido em duas partes. Pela manhã, a pedido dos apicultores ligados à AAPAN (Associação dos Apicultores do Pantanal), serão exibidas palestras realizadas nos dias 22 e 23 de novembro na Feira de Negócios Rurais de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande.

“É uma oportunidade para que os apicultores de Corumbá e Ladário tenham acesso ao conteúdo que foi apresentado lá”, disse Vanderlei. No período da tarde será apresentado o projeto “Consolidação da Apicultura como Estratégia para a Geração de Renda em Assentamentos Rurais de Corumbá, MS”, aprovado recentemente pela Embrapa e que será desenvolvido nos próximos anos na região.

Projeto

A apicultura é desenvolvida em pequena escala produtiva nos assentamentos rurais da região de Corumbá. Segundo o pesquisador Vanderlei, há diversos gargalos técnicos que dificultam a sua consolidação como uma atividade econômica significativa nessas propriedades. O projeto aprovado pela Embrapa prevê atividades que serão executadas nos assentamentos rurais Taquaral e Tamarineiro II em algumas das limitações que dificultam o desenvolvimento da apicultura regional.

Uma delas é a inexistência de um levantamento da flora apícola disponível ao longo de no mínimo três anos consecutivos. Também é necessário identificar, quando possível, os recursos fornecidos pelas plantas (néctar, pólen, resinas e/ou substâncias açucaradas – melatos) para as abelhas africanizadas, que permitam a elaboração de um calendário apibotânico para a área estudada. Outra demanda é a realização de um diagnóstico específico envolvendo inicialmente os apicultores existentes, para caracterizar os sistemas produtivos do seu assentamento e como a apicultura se relaciona com os demais tipos de produção encontrados.

“Este projeto visa contribuir com informações técnicas e socioeconômicas para a consolidação da apicultura como atividade produtiva para os agricultores familiares dos assentamentos rurais de Corumbá e Ladário”, disse. Vanderlei convida também os integrantes da Câmara Setorial Consultiva de Apicultura de Mato Grosso do Sul para o evento.

São parceiros na promoção da reunião técnica a Prefeitura de Corumbá, a AAPAN, a Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) e o Sebrae/Corumbá (Serviço de Apoio à Pequena e Micro Empresa).