O diretor-executivo da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Geraldo Eugênio de França, encontra-se no Mato Grosso do Sul em visita às unidades Gado de Corte, em Campo Grande, e Agropecuária Oeste, em Dourados.
Esta é sua primeira visita às unidades da empresa em Mato Grosso do Sul e José Eugênio de França está conhecendo as instalações do APL (Arranjo Produtivo Local) de Ovinocaprinocultura, recentemente inauguradas na Fazenda Modelo, situada no município de Terenos, a 23 quilômetros de Campo Grande.

“Considero necessária uma maior interação, um maior diálogo e o desenvolvimento de projetos conjuntos entre as unidades da Embrapa no Mato Grosso do Sul porque temos muitos pontos de interesse em comum”, afirmou França ao site da Embrapa Gado de Corte, destacando o desenvolvimento de produtos que geram a agroenergia.

Perguntado sobre suas expectativas em relação à proposta de revitalização da Embrapa entregue ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva no fim do ano passado, numa reunião da qual participou, França afirma que para que o Brasil continue sendo forte no campo são necessários investimentos. Ele acredita na disposição do governo federal em fazer isso. “Entre as vinte maiores economias mundiais somente o Brasil tem tanta força no agronegócio. Para que o país continue forte no campo, competitivo e mantenha sua liderança, precisamos investir em tecnologia e em capacitação de pessoas”, afirmou.

De Campo Grande, o diretor seguiu para Dourados onde visita projetos desenvolvidos pela Embrapa Agropecuária Oeste, como o APL de Ovinocaprinocultura em Ponta Porã; participa de reuniões com autoridades locais e fará a nomeação do novo chefe-geral daquela Unidade.