Artigos


Dentro da criação de bovinos para produção de leite e carne, muitos fatores se somam ao cotidiano do produtor e do rebanho, tais como alimentação, cuidados com a saúde do gado e manejo dos produtos a serem criados ali. Por isso, é muito importante que se controle infecções e carrapatos bovinos, por exemplo, com os Produtos Agropecuários certos. Isso se faz necessário pois o desenvolvimento tecnológico do setor pecuário, que resulta na melhoria da produtividade, reflete também no aumento de problemas sanitários.

Considerada por muitos como uma das doenças mais importantes que afetam nossos rebanhos, a carrapatose é causada pela infestação descontrolada de carrapatos dos bovinos. É uma doença que causa enormes prejuízos e grande desconforto para os animais prejudicando o seu desenvolvimento e produção.

É comum em propriedades com infestações descontroladas, que os animais fiquem tão afetados que emagreçam, reduzam o rendimento e possam vir a óbito.

Para enfrentar este problema sugere-se uma proposta de controle estratégico. O controle de pragas deve ser feito na época das chuvas, já que muitas vezes os carrapatos se reproduzem quando está mais úmido. O acompanhamento do veterinário ou zootecnista deverá ser muito constante, já que é ele que recomendará os remédios certos para curar os animais afetados. O mesmo vale para infecções e demais doenças.

 

italian-landscape-mountains-nature

O alto crescimento urbano e a má administração da natureza tem causado grandes impactos ambientais e nos levado a refletir sobre a necessidade de tanta destruição e descaso com as florestas.

Alguns profissionais se especializam em cuidados ambientais, fazendo a gestão de processos de conservação, preservação e a correta utilização de campos e florestas. Preservar é uma consciência que deve ser implementada em qualquer projeto ambiental, que envolva o campo, e/ou contato direto com a natureza.

O técnico em florestas é um profissional que tem principal objetivo servir a preservação e o bom uso do meio ambiente. Ele elabora projetos e programas de conservação e recuperação ambiental. Também orienta planos para a prática florestal e na redução nos impactos, além de fazer levantamos sobre a qualidade do campo e os processos de licenciamento ambiental. Nas empresas pode implementar planos de reflorestamento, ações sociais de causas ambientais, e promover a sustentabilidade.

O curso técnico do SENAC em florestas oferece um certificado reconhecido nacionalmente e a qualidade e excelência SENAC, além de encaminhar o profissional para o mercado de trabalho que é muito amplo, podendo ser empregado em empresas privadas e públicas de celulose e papel, unidades de conservação, na indústria, atuação no terceiro setor, empresas de reflorestamento e principalmente no campo conscientizando sobre a exploração correta do meio ambiente.

Profissionais que já trabalham no campo, como agricultores, por exemplo, podem ter uma grande vantagem em obter informações essenciais no dia-a-dia do trabalho. Atividades como manejo, manutenção e desenvolvimento de mudas, extração e fiscalização de madeira de maneira sustentável, estudo das melhores maneiras de aproveitar o a terra produzindo e desenvolvendo adubos e técnicas que garantem a qualidade do campo.

Cuidar do campo garante uma qualidade melhor na produção e desenvolvimento de alimentos promovendo assim um ambiente sustentável e autossuficiente.

O bom desenvolvimento e manejo do meio ambiente podem promover a industrialização e crescimento econômico. A consciência e a exploração racional garante recursos por muito tempo levando em conta os interesses econômicos e o funcionamento e bem estar de um ecossistema. O profissional técnico em florestas irá garantir que todos os processos e estratégias estão sendo feitos de forma legal e sustentável, levando em consideração a conservação florestal.

Se você quer saber mais quais são as vantagens que o SENAC oferece e como é o mercado de trabalho do Técnico de Florestas, clique no link abaixo:  http://www.ms.senac.br/site/cursos/detalhe/2186/Tecnico_em_Florestas

 

Em janeiro de 2017, um levantamento realizado pela Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul) afirmou que em 2016, foram gerados quase 1 mil postos de trabalho totalmente novos no Estado. Mesmo com o fechamento de 1.974 postos de trabalho em dezembro, a geração de emprego na indústria sul-mato-grossense foi positiva na maior parte do ano, o que mostra que o setor continua sendo extremamente promissor. E para quem quer ingressar nele, procurar por Cursos Profissionalizantes pode ser um grande canal de entrada.

Para o consultor em recursos humanos Otávio Alencar Barbosa, é natural que os cursos sejam esse caminho por sua qualidade e direcionamento para o mercado de trabalho. “Cada dia mais as empresas precisam de profissionais qualificados em várias áreas, e isso também acontece na indústria. os profissionais que estão em falta no mercado de trabalho ganham muito mais pelo seu serviço quando possuem uma profissionalização técnica”, indica.

E você não precisa ficar preso a nenhuma ideia de curso pré-estabelecida, já que a área da indústria está em constante aquecimento. “Além disso, a área da indústria pode ter momentos onde está em baixa, mas jamais será algo infrutífero. Você pode inclusive procurar mais de um curso para ter em seu currículo e conseguir uma boa colocação”, analisa o especialista.

O Senai está com uma série de cursos abertos para quem deseja buscar ingressar nessa indústria, alguns voltados para indústria têxtil, eletroeletrônica, automotiva, entre outros. Cursos de gestão também são amplamente abertos para o público. “Os cursos também podem ajudar na sua organização, planejamento e dinamismo. São vários aprendizados para uma indústria igualmente dinâmica”, afirma.

Próxima Página »