Começa no dia 15 de fevereiro, a campanha de vacinação contra febre aftosa na Zona de Alta Vigilância Sanitária (ZAV), formada pelos municípios (ou parte deles) que compõem a região de fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai, tendo como ponto de partida uma área de 15 quilômetros de extensão.

Segundo a Agência Sanitária Vegetal e Animal (Iagro), os municípios de Antônio João, Japorã, Mundo Novo possuem as totalidades de seus territórios ou espaço geográfico/administrativo, que compõem a Zona de Alta Vigilância Sanitária.

Já os municípios de Aral Moreira, Bela Vista, Caracol, Coronel Sapucaia, Paranhos, Ponta Porã, Porto Murtinho e Sete Quedas apenas parte do território, espaço geográfico ou administrativo estão incluídos na ZAV.

“A única diferença da campanha de vacinação de febre aftosa dessa região das demais (Planalto e Pantanal) é a imunização dos bovídeos com até 12 meses de idade. As regras são as mesmas”, explica o diretor da Iagro, Ricardo Bacha.

Nesta região a vacinação segue até o dia 15 de março. De 1º a 31 de maio, deve ser feita a vacinação de todo o rebanho bovino e bubalino, independente da idade. De 20 de novembro a 20 de dezembro, vacinação de todo o rebanho bovino e bubalino, independente da idade.

O registro das vacinas nas unidades veterinárias locais da Iagro deverá ser feito em até 15 dias, após o encerramento da campanha.