Após o Carnaval, as principais empresas frigoríficas instaladas em Mato Grosso do Sul continuam pagando pela arroba do boi, a prazo, R$ 65. Já quanto à arroba da vaca existe uma pequena variação no preço, cotado entre R$ 56 a R$ 59 a prazo.
Em Campo Grande, o frigorífico Friboi compra a arroba do boi, a prazo, por R$ 65, e à vista, por R$ 63. O preço está estabilizado desde a primeira quinzena de janeiro. Para a arroba da vaca, o preço a prazo está cotado a R$ 58 e à vista, R$ 56.

O frigorífico Marfrig, de Bataguassu, região leste do Estado, paga pela arroba do boi rastreado no prazo de 30 dias R$ 65 e R$ 63,70 à vista. Para a vaca, o preço a prazo é de R$ 59, e à vista R$ 57,70.

Na região sudoeste do Estado, o frigorífico Bertin, de Naviraí, compra a arroba do boi por R$ 65 a prazo e R$ 63,70 à vista. Já na fêmea, o valor de compra, a prazo, é de R$ 58 enquanto a vista é R$ 56,80. O mesmo preço pago desde a semana passada.

Em Anastácio, o frigorífico Independência paga pela arroba do boi R$ 65 a prazo, e R$ 63 à vista. Para as fêmeas o preço a prazo está cotado R$ 56, e à vista R$ 54.

Já o frigorífico Independência, instalado em Nova Andradina compra arroba do boi por R$ 65 a prazo e R$ 63 à vista. E o preço da vaca está cotado R$ 59 a prazo, e R$ 57 à vista, um pequeno aumento do preço da fêmea em comparação ao inicio do mês.