Voltada a difusão de informação, tecnologias voltadas ao manejo de florestas plantadas e sua importância sócio-ambiental e econômica, o Governo, através Câmara Setorial de Florestas da Seprotur, Sebrae, Embrapa Florestas e Associação Sul-mato-grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas (Reflore/MS), promovem a primeira mostra de silvicultura do Estado, como parte da programação da 1ª Feira de Negócios Rurais que começa nesta quinta-feira (22), as 8 horas.

Segundo o coordenador da Câmara Setorial de Florestas da Seprotur, Luis Calvo Ramires Júnior, a iniciativa pretende mostrar para o produtor rural presente na feira, que o desenvolvimento do setor de florestas pode contribuir efetivamente em seus negócio.

“O produtor pode diversificar sua produção, e a mostra pretende mostrar isso, e como ele pode começar seus investimentos, participando do processo de crescimento que vai ocorrer no setor”, declara, lembrando que a expectativa é que dentro de mais 7 anos a área de florestas plantadas do Estado salte de 200 mil hectares para 500 mil, o que atrairá investimentos da ordem de R$ 1,2 bilhão a região.

O diretor executivo da Reflore/MS, Dito Mário, revela que durante o evento, haverá mostra de todos os tipos de produtos que se podem beneficiar a partir das florestas plantadas de pinos, eucalipto ou nativas. “Queremos mostrar tudo que a floresta proporciona”.

“Este é um setor que cresce francamente e o grande desafio é mostrar para sociedade, a importância de investir e apoiar a criação de florestas, seja exótica ou nativa, e temos que saber que para cada hectare plantado, podemos salvar 40 hectares de floretas nativas, e a sociedade precisa entender a importância econômica e ecológica destas iniciativas”, conclui.

Dentre a programação da mostra que ocorrerá entre os dias 22 e 23, também haverá uma agenda de palestras, que começará as 8 horas, com o tema: APL de Silvicultura – Móveis e Madeira da Região Leste do MS e Perspectivas das Florestas Plantadas para MS, pelo coordenador da câmara, Luiz Calvo Ramires Júnior (Reflore/MS); em seguida, o tema será Custos de Produção e Gestão de Florestas Plantadas para Grandes Empreendimentos e para Agricultores Familiares, com Heber Carlos Rodrigues de Melo (Projeto Projeo).

Ainda na primeira manhã da mostra, o pesquisador da Embrapa Florestas, – Vitor Afonso Hoeflich, abordará o Projeto de Educação Ambiental e Cultura Florestal no Estado de MS. Logo após, haverá debate com Volmir Meneguzzo.

Na parte da tarde do primeiro dia, a programação voltará as 16 horas, com a palestra sobre Legislação Ambiental: Licenciamento para Florestas Plantadas, que será ministrada pelo superintendente de Meio Ambiente da Semac, Roberto Ricardo Machado Gonçalves. Na seqüência, o pesquisador da Embrapa Gado de Corte, Valdemir Antônio Laura apresentará as experiências realizadas no Estado com o sistema Silvopastoril.

Durante o segundo dia da mostra, será apresentado o tema: Múltiplo Uso da Madeira, pelo pesquisador José de Castro Silva da Universidade Federal de Viçosa/MG. As 10h30, Vanderley Porfírio da Silva da Embrapa Florestal, apresentará o tema Sistema Silvipastoril e Resultados com Florestas Plantadas.

Na tarde, com início previsto para as 14 horas, será realizada a palestra: Projeto de Educação Ambiental e Cultura Florestal no Estado de MS, pelo pesquisador Vitor Afonso Hoeflich da Embrapa Florestal. As 15 horas o tema será o Mercado da Madeira, Móveis, Derivados e Perspectivas do Setor em MS. O palestrante será Ari Bruno Lorandi, da Central de Excelência Moveleira. Após a rodada de palestras haverá um debate coordenado por Volmir Meneguzzo.